quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

BRUSCHETTA DE SALMÃO DEFUMADO, CREAM CHEESE E DILL.

A bruschetta é típica do centro da Itália, mas sempre esteve em todas as outras regiões mostrando sua diversidade em cada uma delas.
Apesar de ser considerada um antepasto;  tem o poder de ser levada à mesa como um prato principal dependendo da criatividade do cozinheiro e dos ingredientes a serem utilizados. Isto deve-se ao fato da bruschetta levar consigo toda a tradição da boa culinária italiana, podendo ser incorporados tanto  ingredientes mais simples e provincianos, aos mais aristocráticos.
A base de toda bruscheta leva somente um belo azeite de oliva extravirgem, alho e sal, e um dia desses vou dedidar um post específico a elas.
Para hoje vamos de bruschetta fresca, ideal para o verão, com um preparo extremamente rápido e simples que vão fazer seus convidados ficarem impressionados com tanta beleza e sabor. A idéia de fazê-la foi inspirada no temaki que mais gosto que leva salmão, cebolinha e cream cheese e deu muito certo.

BRUSCHETTA DE SALMÃO COM CREAM CHEESE E DILL.

Ingredientes:

1 baguete de pão italiano.

150 gramas de salmão defumado.

200 grramas de cream cheese.

1 maço de dill fresco.

Preparo:

Cortar a baguete em rodelas de 1,5 cm cada e levar ao forno somente por uns 10 minutos para dar um leve susto nos pães. Depois com as bruscas ainda quentes passar  uma generosa camada de cream cheese para que derreta um pouco e coloque delicadamente uma fatia de salmão defumado em cada uma. Para finalização do antepasto, ornar com uma raminho de dill, que além de tudo aromatizará de maravilha nossa bruschetta. Finalizando regue com um generoso fio de azeite extravirgem, mande para a mesa e espere pelos comentários.
Sugiro servir com espumante brut ou um branco encorpado, fresco e com alguma mineralidade que harmonizará perfeitamente.

Espero que tenham gostado e Abbracci a tutti!!

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu com certeza provaria com uma Ferrari Perle Brut.
Como o Salmão tem um toque defumado mas ao mesmo tempo a Bruschetta é delicada, um espumante que seja elegante e menos austero que uma champagne casaria muito bem.

Abraço.
Rodrigo Carvalho
Empório Basílico

ROBERTO (ANTICA OSTERIA MARINO) disse...

Fala Rodrigão, tudo bom!? deu vontade de fazer de novo só pra tomar essa Ferrari! Eu não queria dar aqui o nome aos bois pois vou fazer um post só sobre cavas. Mas já que vc tocou no assunto, essas bruscas aí foram devoradas na beirada piscina com o Cava Raventós I Blanc(Macabeu,Xar-el e Parrellada) que cairam muito bem!!!! Comprei sábado um Lazuli 2003.

Obrigado pelo comentário !

Abc

Patrícia Pat disse...

Amigo, amei ver esta postagem. Também sou amante de um bom vinho e aprecio a gastronomia, gosto de praticar a cozinhaterapia rsrsr!!! Parabéns pelo prato, adorei!